Departamentos
Produtos Viveiro

Murici

Murici
Visto: 684 Modelo: 1 Gr Sementes
Disponibilidade: Em Estoque
R$ 2,00
Qtd: Comprar

Características da planta
Árvore de até 5 m de altura com tronco cilíndrico, casca escura, áspera e copa estreita. Folhas verdes e rígidas. Flores de coloração alaranjada aparecendo de janeiro a março
Fruto
Forma arredondada, de coloração alaranjada. Polpa carnosa e translúcida e sementes de coloração creme. Frutifica de abril a junho.
Cultivo
As sementes germinam em substrato argiloso necessitando de local sombreado. O desenvolvimento é lento. Espécie também utilizada como ornamental.
Os muricis do Brasil são muitos e variados, sendo, em sua maioria, plantas da família botânica das Malpiguiáceas, à qual também pertence a reputada acerola. Originárias da terra, essas plantas podem ser encontradas por todo o continente e são designadas popularmente, em suas regiões, pelo mesmo nome de murici.
Em suas diferentes variedades, os muricis distinguem-se, também, por suas cores e locais de ocorrência Assim, são conhecidos o murici-amarelo, o murici-branco, o murici-vermelho, o murici-de-flor- branca, o murici-de-flor-vermelha, o murici-da-chapada, o murici-da-mata, o murici-da-serra, o murici-das- capoeiras, o murici-do-campo, o murici-do-brejo, o murici-da-praia, entre outros.
A maioria dos muricis, ou grande parte deles, é espontânea em praticamente toda a Amazônia, onde, espécies de porte arbustivo ou arbóreo podem ser encontradas em abundância. Na época da frutificação, a mata verde fica pintada pelo amarelo da fruta.
Mas os muricis não são exclusivos da floresta, sendo, alguns deles, freqüentes nas regiões serranas do sudeste, nos cerrados do Mato Grosso e Goiás e no litoral do norte e do nordeste do pais.
Entre as frutas regionais brasileiras que costumam aparecer nos pregões matinais dos vendedores ambulantes - em especial, nas capitais da região Nordeste - o murici, certamente, tem um lugar de destaque e, dependendo da época do ano, ocupa o mesmo espaço destinado a frutas tão importantes como a graviola, o jambo, o caju e a pitomba.
Aqui, duas espécies de muricizeiros estão sendo destacados. Um deles, o de maior dispersão, o mais conhecido e o que fornece os frutos mais apreciados é o Byrsonima crassifolia. Trata-se de uma pequena árvore de no máximo 5 metros de altura, cujo fruto, pequeno e amarelo, é saborosíssimo e suavemente perfumado.
Citado por Pimentel Gomes, Renato Braga faz uma referência às variadas utilidades que o homem regional aprendeu a dar ao fruto do murici, muitas delas comuns desde tempos bastante antigos.
De acordo com ele, no nordeste litorâneo, um dos usos mais comuns para o fruto do murici é o preparo de uma 'gororoba muito rica em gorduras e de alto teor nutritivo, conhecida como cambica de murici". O fruto" - diz Braga - 'amassado em água, desprende facilmente a sua massa carnosa, que, dissolvida, misturada com farinha, adoçada ou não, constitui um dos recursos alimentares mais importantes para a pobreza dos tabuleiros praieiros." Além disso, esse primeiro amassado, mais diluído e sem farinha, transforma-se em gostoso refresco e é ingrediente para excelentes sorvetes e doces de qualidade.
Tudo leva a crer que tenha sido exatamente esse o murici encontrado na Bahia pelo padre viajante Gabriel Soares de Sousa na metade do século XVI. Em sua descrição informa que se tratava de árvore pequena e muito seca que, nascendo em terras fracas, fornecia frutas amarelas e moles, menores do que as cerejas, comestíveis e de sabor e cheiro semelhantes aos do "queijo de Alentejo".
A espécie conhecida como murici-do-campo (Byrsonima basiloba) difere da anterior, basicamente, por seu porte. Arvore de tamanho médio, de galhos retorcidos e típica da região dos cerrados, chega a alcançar cerca de 10 metros de altura. Suas folhas são, também, maiores do que a outra e revestidas de finos pêlos, dando ao tato a sensação do velado. Seus frutos e seus usos, porém, são bastante semelhantes aos do murici mais comum.


 

Conhecida como

Murici, murici do campo

Nome cientifico

Byrsonima basiloba

Sementes/kg

1500

Bioma

Cerrado

Região de origem

Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul

Solo de Plantio

Áreas Úmidas

Classificação

Secundária Tardia

Altura (Metros)

De 5 a 10 metros

Onde Plantar

Praças, parques, jardins, ruas e avenidas, principalmente as mais estreitas

Utilidades

 

Construção Civil, Frutíferas para Pássaros , Marcenaria, Para Calçada

Tronco

Tronco cilíndrico de 30-40 cm de diâmetro, revestido por casca com ritidoma suberoso

Madeira

Moderadamente pesada, sujeita ao empenamento, textura média, grã direita, superfície lisa ao tato e sem brilho, de baixa resistência ao apodrecimento quando exposta.

Potencial Paisagístico

A árvore, de pequeno porte e copa estreita, é útil para arborização urbana.

Folha

Folhas opostas, com estípulas intrapeciolares. sésseis, simples, estreitamente ovaladas ou elípticas a oblongo-elípticas, de base aguda, coriáceas, glabras a glabrescentes e com a nervura central verde-clara e as nervuras secundárias imersas na face superior, apresentando a face inferior denso-tomentosa, prateada e de nervura central proeminente, de 12-18 cm de comprimento por 3-7 cm de largura.

Flores

Flores amarelas, bissexuais, pentâmeras, dialipétalas, com nectários extraflorais (elaióforos), dispostas em racemos terminais curtos

Frutos

Fruto drupa globosa, amarela.

Época de Floração

Floresce quase o ano inteiro, predominantemente, porém, durante o verão. A maturação dos frutos, em consequência, acontece também na maior parte do ano, porém com mais intensidade em abril-junho.

Quebra de dormência

Não há necessidade.

 

Local de Plantio

O plantio pode ser feito em canteiros diretamente ou em embalagem plástica. Orienta-se a utilização de substrato ou terra vegeta

Semeio

Para que se faça uma muda, coloca-se de 2 a 3 sementes por cova/embalagem. Após o semeio, cubra com terra superficialmente

Irrigação

Irrigue no mínimo 2 vezes ao dia

Germinação

15 a 45 dias

Não há comentários para este produto.

Fazer um comentário

Seu Nome:


Seu Comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Ruim           Bom

Digite o código da imagem: